Em discurso na Câmara, Ságuas lamenta assassinato do prefeito de Colniza

Em discurso no plenário da Câmara na terça-feira (19.12), o deputado federal Ságuas Moraes (PT) lamentou o assassinato do prefeito de Colniza, Esvandir Antônio Mendes, de 61 anos, conhecido como Vando Colnizatur (PSB). O gestor foi morto a tiros na sexta-feira (15.12), no perímetro urbano do município.

Ságuas destacou que além do homicídio do prefeito, Colniza registrou este ano outros episódios de violência como o assassinato do ex-vereador Elpído da Silva Meira e a chacina de 09 trabalhadores rurais, na gleba Taquaruçu do Norte.

“Há 19 anos atrás Colniza era um distrito que contava com 3 mil habitantes, hoje o município possui mais de 30 mil. Esse crescimento populacional acelerado e desordenado gerou uma série de conflitos agrários, dentre outras disputas que fomentam a violência”, explicou.

O deputado destacou ainda que lamentavelmente o vice-prefeito, Celso Garcia, conhecido como Celso da Cacique (PT) teve que assumir o comando do município em função do ocorrido. “Infelizmente o PT assumiu a prefeitura na segunda-feira (19.12) nessas condições, depois do prefeito ter sido assassinado brutalmente”, lamentou.

Ságuas cobrou empenho do governo do Estado no esclarecimento do homicídio, bem como a punição dos responsáveis. Ele também reivindicou maior atenção do Poder Público Estadual para a com a segurança dos moradores de Colniza.

Assessoria de Imprensa

Deputado Federal Ságuas Moraes (PT-MT)