Bancada reúne-se com os novos parlamentares do PT para analisar conjuntura e pauta legislativa

Foto: Magno Romero

Com o objetivo de analisar a atual conjuntura política e a pauta legislativa até o mês que vem, a Bancada do PT na Câmara reuniu-se na terça-feira (6) com os novos 16 parlamentares eleitos pelo partido para a legislatura 2019/2023. O líder do PT na Câmara, Paulo Pimenta (RS), ressaltou que os novos parlamentares, embora assumam seus mandatos só em fevereiro, desde já estão incorporados à luta da atual bancada (62 parlamentares) contra os retrocessos patrocinados pelo consórcio formado pelo atual presidente (ilegítimo) Michel Temer e o eleito, o ultradireitista Jair Bolsonaro (PSL).

Para o líder, é preciso enfrentar a pauta retrógrada que Temer e Bolsonaro querem aprovar neste fim de ano, abrindo caminho para novo governo, cujo programa fere a soberania nacional e os direitos da população brasileira. “Os novos parlamentares do PT vão nos ajudar na luta contra o fascismo”, disse Pimenta.

A presidenta nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR) – que será deputada a partir do ano que vem – destacou que desde já um dos principais desafios da Bancada na Câmara será resistir à reforma da Previdência Social articulada por Temer e Bolsonaro. Ela frisou que o momento é delicado e as forças democráticas devem se unir para enfrentar um governo fascista e sua agenda de retrocessos. Ela informou que nos dias 30 de novembro e 1º de dezembro, em Brasília, haverá reunião do Diretório Nacional do PT, para a qual foram convidados os atuais e os novos parlamentares da Bancada do PT na Câmara.

O encontro da bancada teve a participação de dois convidados: o sociólogo Marcelo Zero e o historiador e professor Fernando Horta. Zero abordou a crise internacional de 2008 e o surgimento de uma onda ultraliberal no mundo, pavimentando o caminho para governos de direita e de ultradireita em vários países, como ocorreu no Brasil, com a eleição de Bolsonaro. Já o professor Fernando Horta falou sobre o advento do fascismo em vários países do mundo, em diferentes momentos históricos, e destacou o papel central da Bancada do PT no Congresso para enfrentar a espiral fascista que ronda o Brasil com Bolsonaro.

A bancada do PT para a nova Legislatura terá, até o momento, 56 deputados, dos quais 16 são novatos: Airton Faleiro (PA), Alencar Santana (SP), Alexandre Padilha (SP), Carlos Veras (PE), Célio Moura (TO), Frei Anastácio (PB), Gleisi Hoffmann (PR), José Ricardo (AM), Marília Arraes (PE), Mineiro (RN), Natália Bonavides (RN), Paulo Guedes (MG), Prof.ª Rosa Neide (MT), Rogério Correia (MG), Rui Falcão (SP) e Zé Neto (BA).

PT na Câmara